E lá vai ela de novo…

É incrível como, às vezes, algum artista consegue se manter no topo por muito tempo. Não quero dizer que todo sucesso é fugaz, mas sim que no mundo da volatilidade em que se faz a mídia, alguém conseguir manter uma carreira de mais de dez anos como um dos melhores em sua área e raro, e geralmente indica que algo além do talento sustenta o seu trabalho. Deixando especulações de lado, este parece ser o caso a top inglesa Kate Moss. Desde que montamos o blog, ela já foi notícia inúmeras vezes, e hoje aparece em nossas páginas verdes por um combinado de notícias.

Capa da Vogue

Primeiramente, a modelo será capa da edição de março da Vogue inglesa, que estará nas bancas na próxima semana. Contando esta, será 25ª aparição de Kate Moss na capa da revista. Além do exterior, ela também está no interior da revista, e um editorial de 14 páginas.

Escultura de Marc Quinn

Além disto, o Museu de Londres irá expor uma obra do controverso escultor contemporâneo Marc Quinn. Advinhem quem a estátua representa? Sim sim, Kate Moss. A estátua faz parte de uma coleção de Quinn, sendo que todas as sete peças são reproduções da modelo em poses de Yoga. Apesar da fidelidade ao semblante da modelo, Quinn alega que as esculturas não são retratos, mas sim “imagens, e a maneira que são destorcidas pelo desejo coletivo”, visto que “Kate Moss é a Vênus de nossos tempos”. Será que isto explica por que, juntas, a coleção foi vendida em Nova York por mais de quatro milhões de reais?

por Thais Arrias Weiller

Anúncios

3 Respostas so far »

  1. 1

    Querida Thaís, tudo bem? mudaram de casa, né? eu já atualizei o endereço lá no Achados de Moda para ninguém perder seu contato. Conheci este blog e achei que vc poderia curtir: http://www.hojevouassim.blogspot.com. A autora fez um estilo “meu próprio The Sartorialist” super bacana! Dá uma passadinha por lá! beijos

  2. 2

    Vista-se said,

    […] o mundo não se cansa das joinventures de Kate Moss e o mundo das artes. Nesta quarta-feira (16) foi arrematado por 50,4 mil libras (mais […]

  3. 3

    tonii said,

    l’opera è chiaramente riferita alle sculture del Gandhara
    (di matrice greco-indiana)
    che ritraevano il Buddha
    nella sua carriera di Bodhisattva mentre si sottoponeva ai digiuni ascetici
    prima di abbandonarli e conseguire così la Liberazione.

    come esempio vedi:


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: