Empresas lutam contra o trabalho escravo

Saiu uma matéria interessante no jornal Folha de S. Paulo sobre a utilização da mão-de-obra escrava, vou colocar os pontos mais relevantes da matéria.
Para impedir esse tipo de trabalho, o Pacto Nacional pela Erradicação do Trabalho Escravo conta com aproximadamente 150 empresas que são encarregadas de impedir que seus fornecedores tenham ligação com o uso da mão-de-obra escrava. (A lista dessas empresas pode ser conferida aqui http://www.reporterbrasil.com.br/pacto/signatarios). Para garantir uma fiscalização mais intensa , existe um comitê formado pela OIT (Organização Internacional do Trabalho), o Instituo Ethos e a Ong Repórter Brasil.
Ano passado, a Renner, Marisa, C&A e a Riachuelo assinaram um “termo de ajustamento de conduta” com o Ministério Público do Trabalho. Segundo o termo, essas lojas de departamento se compremetem a cancelar os pedidos das confecções que utilizem trabalho que sejam irregulares.

por Mayah Gasparoto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: