Archive for Março, 2008

Retratos da Moda

Apesar de já termos dito várias vezes da volta de antigos valores do vestuário, esquecemos que, junto com esta estética mais elegante, também pode voltar a contra estética. Como assim? Ora, por meio da décadence. As cores fortes (mas com cara de usadas ou desbotadas) e o exagero são algumas das principais caraterísticas, e ambas estão bem presentes aqui. Ainda sim, as fotos e a composição dos looks ficam bem equilibradas, mesmo com taaaantaaa informação, acho que devido a boa coordenação das peças. Podemos tirar daqui de forte tendencia para o outono/inverno o cetin (ou tecidos com brilho acetinado), o preto, a valorização da cintura e de uma silhueta mais próxima ao corpo (em oposição dos modelos trapézio do verão), os babados (aqui, feitos em mutias peças com franjas de penas, mas criando efeito semelhante) e os últimos suspiros da tendencia home x femme, que contrapunha à feminilidade com a masculinidade, que, agora, está sendo substituída por uma feminilidade com mais força, sem a necessidade de elementos do universo masculino apra ser afirmada.

Full Fashion Portraits Full Fashion Portraits Full Fashion Portraits Full Fashion Portraits Full Fashion Portraits Full Fashion Portraits Full Fashion Portraits Full Fashion Portraits Full Fashion Portraits Full Fashion Portraits Full Fashion Portraits Full Fashion Portraits

por Thais Arrias Weiller

Leave a comment »

3º Curto Circuito

Você gosta de ficar por dentro do que acontece no mundo da moda e design? Então eu tenho uma dica: o 3º Curto Circuito. O evento é realizado pelo SENAI, SENAI Bureau de Maringá e Retec. O Curto Circuito começa na segunda, 31 de março, e termina na terça, 01 de abril. O primeiro dia terá duas palestras: uma sobre Fotografia de Moda por Daniel Sorrentino e a outra sobre as Tendências Verão 2008/09 por Edson Korner. Além das palestras, serão realizadas algumas clínicas tecnológicas dia 31 e dia 1º (confira a programação http://www.pr.senai.br/clinicatecnologica/FreeComponent2632content45420.shtml). Os interessados podem fazer inscrições indo até o Senai ou por telefone,3218-5618.

por Mayah Gasparoto

Leave a comment »

As roupas da primeira dama

 Foto do Telegraph

Bem nascida, com carreira de modelo invejável (ganhava mais de U$7 milhões por temporada) e, atualmente, cantora, Carla Bruni é, desde 2 de fevereiro, a primeira-dama oficial da França. Ontem, em seu primeiro jantar de gala oficial ao lado do marido, Nicolas Sarkozy, estava com o vestido da última foto. A mídia estrangeira elogial muito o modelito, o qual, aos meus olhos tropicais, tem ares muito matronais, ainda mais com o veuzinho ridículo. As duas primeiras fotos mostram o look com o qual ela chegou em Londres, já que o jantar era no palácio de Windsor, muito mais elegante e utilizável. Ao julgar pelas duas primeira fotos, até entendemos por que ela está sendo aclamada como a Jackie Kennedy da contemporaneidade!

por Thais Arrias Weiller

Leave a comment »

Rá tim bum.

Toda quinta-feira é dia de escrever sobre cinema. Eu sumi nas últimas semanas por que viajei na páscoa ou tive trabalhos malditos de faculdade pra fazer, então peço minhas sinceras desculpas pela omissão.

Não tenho sobre o que comentar. Eu li boas criticas sobre o filme de animação que tem um elefante, mas, não me interesso por vê-lo, bem como nenhum dos filmes que entra em cartaz na minha cidade. Filmes novos não tem me cativado tanto como em outros tempos, daí eu pensei comigo antes de começar a digitar esse post na página branca, todo mundo tem um filme de infência. Aquele filme que tu já viu mais de quinze vezes, sabe as falas e não se importa nenhum pouco de ver mais uma vez.

Eu tenho que confessar aqui que não gostava de filmes da Disney. Aqueles clássicos de contos de fada que eram empurrados por pais e familiares que acham que aquilo tem alguma lição que fará de nós seres humanos melhores. Até mesmo nos desenhos animados eu sempre preferi os da Warner. Uma alegria especial me tomava quando aparecia o Patolino na tela, não sei bem por que, mas gosto até hoje.

Enfim, o filme da minha infância é de 1994 e eu via na saudosa sessão “Cinema em casa” do SBT, que passava antes do programa da Angélica, em que ela saia de dentro de um relógio e os convidados de uma baleia. Chama-se Stargate e deu origem ao seriado e tudo mais. Ao se ver os primeiros minutos do filme tu já saca que é da MGM, pelo simples fato de ser um filme extremamente caprichado pro ano de produção. Sempre adorei o jeito que as máscaras dos capangas do Deus apareciam e desapareciam, bem como a dele. Os efeitos eram muito caprichados. Eu peguei, na semana passada, esse filme para ver se eu ainda lembrava de tudo. Filmes de infância são o máximo. Assistam eles ao invés de ir ao cinema ver Will Smith.

Vou atrás de uns filmes novos bons para falar na próxima semana.

por Sid.

Leave a comment »

Tempos Modernos

Já falamos da importância do preto neste inverno, e para mostrar que até os italianos estão firmes nesta idéia, cá está um editorial da Elle março de lá. Volumes e babados, que aparecem em demasia nas fotos, também são altamente indicados.

Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos Tempos Modernos

por Thais Arrias Weiller

Leave a comment »

Roupa mágica

Giselle com o vestido azul

Recentemente, assisti Encantada (Enchanted), da Walt Disney, confesso que sem muito entusiasmo. O filme é um tanto bobo, o guarda-roupa é o tradicional Disney,mas um vestido em especial chamou a atenção. Quando chega ao mundo real só com as roupas do corpo, Giselle é acolhida por um homem e sua filha. Na casa deles, percebe sua limitação no vestuario e resolve costurar novos modelitos. Com o que? A cortina da sala.

Maria e as crianças von Trapp

Não pude deixar de notar a homenagem a alguns classicos do cinema, a exemplo de A Noviça Rebelde (The Sound of Music), em que a babá acha as roupas de seus pupilos muito “fascistas” e recorre às cortinas para fazer trajes mais soltos, ou, antes ainda, E o Vento Levou… (Gone with the Wind…), em que a empobrecida Scarlett O’Hara, jamais admitindo seu desfortúnio, desmancha as velhas cortinas de veludo verde de sua finada mãe e transforma-as em um belo vestido.

Scarlett e o impagavel vestido verde

Divagações a parte, isto é uma boa ideia se você está querendo trocar as cortinas…

por Thais Arrias Weiller

Leave a comment »

Adaptação de Ronin tem roteirista!

ronin-761939.jpg

Pois é minha gente, segundo o Hollywood Reporter a graphic novel de Frank Miller, Ronin, tem um roteirista (finalmente!). O escolhido foi Joby Harold, de Awake – A Vida por um Fio (2007). A direção foi entregue nas mãos de Sylvain White, de Stomp the Yard, e a produção por Gianni Nunnari, de 300 (outra adaptação de uma HQ de Frank Miller).

A minissérie de Miller conta a história de um samurai sem mestre de cultura japonesa (ronin), que renasce na Nova York do século 21, atrás da redenção, contra a reencarnação do demônio Agat. (Fico devendo a resenha da HQ)

Li a notícia fresquinha aqui

por Thalita Coelho.rukofeliz.jpg

Leave a comment »