The Spirit: Frank Miller se explica

Como eu já havia falado aqui Frank Miller é o diretor do filme baseado na HQ de Will Eisner, The Spirit. Quando postei a matéria sobre a adaptação da HQ, comentei que Miller andava revoltando os fãs de Eisner, já que estava dando demais seu estilo para o filme. Pois então, no blog oficial de The Spirit, o diretor resolveu se esclarecer, e postou uma “carta” aos fãs, que andavam se perguntando se ele estaria mesmo fazendo The Spirit, ou apenas mais um Sin City:

“The Spirit é, com todo o esforço que tenho colocado no filme, algo longe de um monumento velho, enferrujado e empoeirado ao trabalho do meu amado mentor. É mais uma extensão do que, pelo que sei, era a intenção central de Eisner: criar algo novo, radical e inovador. Foi o que ele fez. É o que eu estou fazendo.

Só lembra Sin City pelo fato de ser eu o diretor – e, bem, eu tenho meus estilos e minhas inclinações. Por sorte, eu fui capaz de identificar três inclinações que divido com o mestre. Ambos amamos boas histórias. Ambos amamos Nova York. E ambos amamos belas mulheres.

Sobre a roupa azul [como Spirit originalmente se veste nos quadrinhos]. Antes da impressão digital, quadrinhos tinham o problema das cores de certas tintas no papel, e tudo que era preto acabava impresso em azul por necessidade. Em testes – e fizemos vários – o azul fazia o Spirit ficar parecendo na tela um convidado azarado numa festa de Dia das Bruxas. Optar pelo preto traz de volta seu mistério essencial, sua sensualidade tipo Zorro. E isso faz o vermelho da gravata ficar mais legal.

E The Spirit é uma espécie de Sin City Redux? Não. Sin City, meus amigos, é meu bebê, e tem aquela cara por suas próprias razões. Spirit é e sempre será o Spirit de Eisner. Qualquer pessoa que visse o set poderia atestar: eu frequentemente desenhava um storyboard para determinada cena primeiro da maneira como eu imaginava, depois desenhava da maneira como Will imaginaria. Em todos os casos acabei escolhendo a versão de Will.

A despeito da primeira impressão deixada pelo teaser trailer fodão, The Spirit é um filme a plenas cores. E Sin City – do qual eu espero construir uma trilogia, chova ou faça sol – é basicamente preto-e-branco.”

Pois é, sinceramente, até que convence, mas não justifica a cara “Sin Cityana” que The Spirit está tomando.

Trechos principais do post de Frank Miller retirados daqui.

por Thalita Coelho.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: