Archive for Julho, 2008

Old Car, New Design

A proposta do grupo de Designers de NY é simples . Utilizar a lataria da carros antigos para transforma-los em móveis. O que chamou a atenção do grupo foram os diferentes aspectos apresentados na lataria dos carros, anos expostos ao sol e chuva.

O resultado, por mais moderno que possa ser, buscou preservar alguns aspectos estéticos para remeter ao carro antigo , o uso de caracteristicas vintagedesign é uma delas. Video do processo de fabricação.

elsieside51

elsieside50

elsielowdetailtop

elsielow25flat

From Here

por Alan Dappelfeld

Leave a comment »

Um pequeno prazer pra você

Bazar Pamplona! O que você pensa quando ouve um nome desses? Bem, não sei se a impressão é a mesma, mas pra mim passa a sensação de algo retro e ao mesmo tempo aconchegante. Talvez não seja essa a intenção da banda paulista, Bazar Pamplona, mas tenho certeza que assim que escutar será muito bem confortado.
As letras de Estevão, vocalista, compositor e guitarrista da banda são uma mistura de pequenos prazeres da vida. Se isso te lembra um filme, significa que assistiu “O Fabuloso Destino de Amelie Poulain”, Estevão também assistiu, e pegou emprestado algumas idéias, como o “Dia cor de laranja” e “quando o dedo aponta a lua, o idiota olha o dedo”. Mas não pense você que isso é um ponto negativo, ele extraiu uma frase simples do filme e a transformou em poesia “musicada”.
A banda é formada pelo quarteto Rodrigo Caldas na bateria, Rafael Campanema no contra baixo, João Victor dos Santos na guitarra, e Estevão Bertoni que já foi citado aqui. Eles têm apenas um CD físico, o “À Espera das Nuvens Carregadas”, que contém 18 musicas, entre elas o clássico “Só pra te ver um pouco”, que é uma baladinha romântica, da forma mais pura que se possa falar de amor. Além disso, um efeito muito legal que os “bazares” colocam nas musicas são as gravações de outras pessoas, como em “Eu quero ser grande” e “Quem eles pensam que são”. Na maioria das vezes esses efeitos são vozes de crianças ou que remetem a infância, mesmo.

Capa do CD

Além das letras nada comuns do Bazar Pamplona, as melodias um tanto quanto retro e os instrumentos nada usuais são características da banda. Por exemplo, em um dado momento do show, o baterista Caldas toca um galão de água, e Estevão apela para um megafone, em que o som remete ao refrão da musica “Eu te amo, te amo, te amo” do Roberto Carlos.
Mas ainda falando dos shows, a presença de palco dos meninos é genial, não são do tipo que pulam, ou gritam, não! A sua presença de palco é de acordo com suas musicas, simples e emocionante, sem contar que eles preparam todo um “cenário” para o show, como um quadro que eles carregam de um sujeito, que provavelmente acharam em algum brechó. Além de se fantasiarem com bigodes e aventais.
Para quem ficou curioso em conhecer a banda, acesse o site deles: http://bazarpamplona.com.br/. E se isso não bastar para você, saiba que eles estão chegando em Maringá para uma apresentação no Tribo’s bar, no dia 9 de agosto.
Ouvir Bazar Pamplona é imperdível, imperdível para quem sabe valorizar os pequenos prazeres da vida. Nunca se esqueçam de sonhar!

Bazar Pamplona

por Lizandra Gomes Lizandra Vistase

Leave a comment »

Neil Gaiman vai escrever Batman

Depois do estrondoso sucesso do filme do Morcegão, Batman: O Cavaleiro das Trevas, parece que a sorte reina pro personagem: agora Neil Gaiman vai escrever juntamente com Andy Kubert (seu parceiro na ótima série Marvel 1602) a próxima história do “Cavaleiro das Trevas”, para o início de 2009.

O título da história,  “Whatever Happened to the Caped Crusader?” é uma referência à obra de Alan Moore: “O que aconteceu com o Homem de aço?” O conto de Gaiman vai aparecer nas edições de janeiro de Batman e Detective Comics. Fiquem de olho, sigam meu conselho. Gaiman vale a pena.


por Thalita Coelho.

Comments (3) »

Tecidos Ecologicamente Corretos

O FIEP Criando Moda desse ano terá como tema “Amazônia – Ecos da Moda”. Pensando nisso, a coordenação de moda do CESUMAR – Centro Universitário de Maringá promoveu ontem, 28, uma palestra para os alunos sobre os “tecidos ecologicamente corretos”.
Os professores responsáveis pela palestra foram Luci Sifuentes e Thais Larissa da Silva. “O design sustentável é você pensar o design de uma maneira ecologicamente correta”, conceituou Luci. Para isso, é necessário pensar em novas tecnologias que não interfiram muito no meio ambiente. Esse estilo de vida sustentável pode gerar menor custo de produção, o que acaba sendo sentido no bolso dos consumidores.
Um produto fabricado a partir de fibras reaproveitadas ou com materiais alternativos pode ter uma diminuição de até 30% se comparado com produtos feitos com fibras virgens. A professora Thais Larissa da Silva foi a responsável pelos comentários a respeito dos tecidos. Ela comentou as diferenças entre as fibras naturais e as químicas. Além disso, falou sobre algumas novidades na área: Ingeo (feito a partir do milho), PTT (uma espécia de poliéster) e SPI (fibra de soja – pode ser comparada à seda). Esses novos materiais prometem ser o futuro da indústria têxtil, mas alguns ainda precisam passar por alguns ajustes.

por Mayah Gasparoto

Leave a comment »

Novidade que “faz chorar”

Idéias diferentes passam pela cabeça das pessoas, mas o holandês Erick Klarenbeek criou uma lente bastante diferente. O acessório vem com brilhantes ou pérolas pendurados. Mas você consegue imagina qual é o objetivo da jóia? O designer afirmou que é fazer parecer que a pessoa está chorando. Ai se essa moda pega!!

Lente com brilhantes

O site do designer é www.ericklarenbeek.com. E no Youtube tem o vídeo da novidade: www.youtube.com/watch?v=RWzllOnYW-4&eurl=http://www.ericklarenbeek.com/youtube2.html.

por Mayah Gasparoto

Leave a comment »

A Mente de Tarantino

Quando você vê um acidente na rua, em que há pessoas machucadas, você pára para assistir? Se a resposta foi sim, provavelmente você é um fã de carnificina, e conseqüentemente um fã do cineasta norte americano Quentin Tarantino.
Eu não sou a maior fã de sangue no cinema, mas os filmes desse diretor muito me deixam intrigada.E pelo jeito não é só a minha pessoa que ele deixa com a pulga atrás da orelha, pois ele fez Selton Melo decifrar seu “código”.
Se você assim como eu não sabia que Quentin Tarantino tinha um código, bem vindo ao clube, e se associe rapidamente assistindo ao “Tarantino´s Mind”, que é um curta-metragem que teve o roteiro e a atuação de Selton Melo e Seu Jorge. Mas a direção ficou para a dupla de cariocas da 300ml, que ganhou nome no cenário publicitário nacional.
A trama se passa em um restaurante, ou bar, não sei ao certo, e os dois personagens entram numa discussão sobre o diretor Quentin Tarantino.

selton melo e seu jorge

Selton Melo bola um código, não tão polêmico quanto o Da Vinci, mas é mais ou menos assim, ele diz que todos os filmes de Tarantino são na verdade uma continuação um do outro, e o mesmo ele diz dos personagens, todos co-participam em todos os filmes. Ele cita filme por filme, personagem por personagem, a não ser pelo recém estreado “À Prova de Morte”, que na minha opinião é um clássico Tarantino, imperdível,mas isso é assunto para uma outra coluna.
Quem é acostumado a assistir filme nacional conhece o talento de Selton Melo como ator, e muito me surpreendeu o seu trabalho como roteirista. Em minha opinião o curta mostra um pouco da mente do ator, a mente brilhante e fascinada por cinema de um dos melhores profissionais da área no país.
E se quiser entender a mente de Quentin Tarantino, aconselho que assista duas ou mais vezes o curta “Tarantino´s Mind”.

tarantino2

por Lizandra Gomes Lizandra Vistase

Leave a comment »

O Design Gráfico Histórico

Em 1939 a Inglaterra estava em guerra com a Alemanha e criou uma série de cartazes como propaganda de incentivo para o povo. Esses cartazes eram colados por todas as cidades a fim de despertar um único sentimento em todo país. Uma tática de guerra muito bem usada pelo país germânico. Mais da história aqui.

O fato é que, um desses cartazes permanece vivo na cultura , hoje ele é mais um reflexo da busca pela base serena de uma vida agitada, um sintoma da vida moderna.

Sua cor original vermelha deu lugar a outras cores mais suaves e relaxantes, alem disso, a frase também está estampada em roupas bolsas e até canecas. Para comprar. aqui e aqui


1195250213_f

1-24-keep-calm

por Alan Dappelfeld

Leave a comment »