Pedaços de tecidos que se transformam

Peças de patchwork

Você já ouviu falar em patchwork? A palavra talvez não seja tão conhecida, mas a técnica provavelmente sim. É aquela usada nas “colchas de retalhos da vovó”. Pequenos pedaços de tecidos são encaixados e transformados em peças artesanais.
Andressa Matsuda, estudante de moda, conheceu a técnica do patchwork há aproximadamente 2 anos, quando passou em frente a uma loja que vendia os produtos e também oferecia o curso. “Eu fiz o curso durante 3 meses, parei por causa da faculdade, mas nunca deixei de fazer. Uma hora ou outra eu parava e recomeçava”, afirmou. Andressa disse que o gosto pela costura foi um ponto que ajudou no aprendizado.
Hoje em dia, com a preocupação ambiental em alta, as bolsas do tipo sacola, que substituem as de plástico em feiras e supermercados, são bastante procuradas. “As trabalhadas com detalhes em patchwork são uma boa opção. Podem ser consideradas um acessório e não apenas uma bolsa de feira”, opina Andressa.
De acordo com a estudante de Moda, essa preocupação já estava presente na origem da técnica, no antigo Egito. As mulheres faziam colchas aproveitando retalhos de tecidos. Depois disso, o método se expandiu para outros lugares como Estados Unidos e Europa. Hoje em dia é bastante conhecido em vários países. Além de roupas e acessórios, o patchwork pode ser usado na decoração, como em cortinas, toalhas de mesa e guardanapos.
A estilista Paula Piva Linke associa a valorização das peças de patchwork à exclusividade dos trabalhos manuais. “Ele é usado tanto em acessórios quanto nas roupas como uma forma de customização. Você adquire um produto que faz referência ao seu estilo, porque é de certa forma, exclusivo”, comenta.
Para a estilista, é possível misturar uma peça de patchwork com uma social ou acessórios, variando de acordo com o estilo pessoal. “Se ela estiver com um visual mais despojado pode usar uma blusa com detalhe em patchwork, uma bolsa ou uma calça trabalhada”. A estilista contou que a técnica pode ser feita por qualquer pessoa e usada inclusive como fonte de renda.

por Mayah Gasparoto

1 Response so far »

  1. 1

    Oláááá Mayaraa! Meu Deus… eu ainda não tinha visto esta matéria divulgada aqui! Hehehe. Obrigada pela atenção viu!? Um beijo e muito sucesso pra ti! =*


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: